Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vida de blogueira


Eu criei o blog numa brincadeira de amigas todas tinha e eu resolvi criar e foi simplesmente uma conta no blogger eu não usava nem sabia pra que servia, mas foi quando me formei no 3º ano que passei a me interessar pelo que seria uma blog, não pelo prazer de blogar mas porque eu estava carente e me encontrava em várias situações de extrema pressão e desespero.
   
Eu estava me afastando das amigas, tipo não ia velas mais todos os dias, eu estava desesperada por não ter conseguido uma boa nota no Enem, por ter frustado o sonho de cursar moda e me vendo obrigada ( pelas circunstancias) a fazer faculdade de Direito um dos cursos ( juntamente com medicina e qualquer outro curso que eu tivesse que ver sangue) que estava n minha lista negra do que não vou fazer nem que a batata rache. Eu precisava de um local para desabafar, para me entreter, eu passei por momentos difíceis, engordei.

Ao ver blogs de moda comecei a me interesar primeiramente pelas noticias depois por querer ter o meu foi um jeito de acreditar que a moda ainda estaria dentro de mim e funcionou. Eu passei a usar o blog pra desabafar tudo que estava dentro de mim, pra falar do que eu achava sobre a moda e as coisas que estavam acontecendo e as que eu gostava, isso me fez sentir parte do mundo.

Mas ainda tenho muito medo, o blog não é lá tão popular então eu por enquanto tive a sorte de só ter comentários positivos, mas sei que os negativos podem vir e não sei como vou reagir. Eu não apresento ameaça a ninguém nesse mundo ( acho que não deveria nem ter essa competição mas), mas sei que quando as pessoas começarem a ver meu blog a critica de outras blogueiras poe surgir eu não quero isso, quero só amigos leitores ou blogueiros ou qualquer outra coisa eu só quero ser amiga de todos.

Mas desafios existem neeh e eu vou tentando superar cada um deles dia após dia, e sim isso é uma lição para todas (nós).

Espero que esse mundo da internet só agregue, informações, alegrias, amigos, parceiros, lembranças, a todos.

“Esse texto faz parte da blogagem coletiva promovida no Depois dos Quinze